sábado, 18 de setembro de 2010

Seu ódio faz minha fama!




Ou: "Como deixar famoso quem não merece..."
Os "haters" e os religiosos vão A-M-A-R esse post!
O quê Justin Bieber, Restart, e Jesus Cristo têm em comum?

ÓOOOOOODIOOOOOOO!!! MUITO ÓDIO! GAHRRR!!!

Não entendeu? A gente explica... Mas... Já adianto: não prometo que você vá gostar do que vai ler!



Bem... Pra ser sincero, o artigo já poderia ter terminado alí, na introdução mesmo. Mas se você não entendeu (ou gosta de ler textos longos, sei lá), vou explicar o contexto da coisa:

Jesus Nazareno pode ter sido considerado o primeiro grande marketeiro de toda a História como conhecemos. Ele seria, de acordo com a cultura de hoje, um grande "Felipe Neto", que falava coisas totalmente contrárias à realidade do seu tempo, mas carregadas de coerência e sentido.
Seguindo a mesma analogia, os atos de Jesus se propagaram de tal forma que acabaram irritando os seguidores do imperador romano Tibérius César - por assim dizer, um "Fiuk" da época.
Não que o próprio Tibérius César se incomodasse com o fato; na verdade ele nem ligava muito. Mas Jesus já tinha arrebanhado um número muito grande de fiéis com suas filosofias, e os adeptos de Tibérius perceberam nisso uma ameaça.

Resultado?

Iniciaram um "movimento anti-Jesus" tão estapafúrdio que o resto da história TODO MUNDO hoje conhece! E o tal do Tibérius? Ninguém nem sabe mais que existiu... Quando muito, alguns lembram que houve um Império Romano.
Em outras palavras: se esses caras todos não tivessem se doído TANTO com os atos de Jesus - e pior: feito TANTO AUÊ em cima disso -, muito provavelmente hoje nem saberíamos o que é "cristianismo", catolicismo, e outras coisas correlatas.

Tá! I o Kiko tem a ver isso com Justin Bieber e Restart (Além do Justin "se achar mais famoso que Deus")?

Simples, meu caro Padawan: hoje em dia se fala MAIS daquilo que não se gosta do quê daquilo que gostamos, o que é algo totalmente sem sentido... E, pior: com uma conseqüência totalmente indesejada - a DIVULGAÇÃO de tal objeto de desgosto!
Ainda mais nesses tempos de Internet, lembrando que os mecanismos de busca não fazem distinção se um determinado assunto está agradando ou não a maioria, mas apenas contam as vezes que foi mencionado, quanto mais se fala de algo, mais facilmente esse assunto aparecerá nos Googles da vida... Só pra vocês terem uma idéia, Justin Bieber utiliza TRÊS PERCENTO (3%) dos recursos do Twitter - independente de se tão falando bem ou mal do moleque!
-------
Portanto, fica a dica:
Se não gostou do Justin Bieber dando esculacho na Sabrina Satto? Deixa quieto!
Achou ridículo o Restart "ownar" o VMB? Nem esquente!
Tibia é o "paintbrush dos MMOs"? Guarde para si!
Se quiser, até converse com um amigo na beira do balcão de um bar sobre essas coisas, mas só...
Mas se você continuar "chilicando muito no Tuíter" e "criando comunidades no Orkut" sobre essas coisas, não estranhe se daqui uns 2000 anos o mundo for regido por religiões baseadas nelas!


PS's, Observações, Considerações finais:

  • PELAMORDOSMEUSNETINHOS! Eu definitivamente NÃO QUIS equiparar Felipe Neto - ou QUALQUER UM dos citados aqui com Jesus Cristo! Tecnicamente "sou Ateu graças à Deus", mas respeito a religião alheia! Aprendam a entender uma analogia!
  • Eu SEI que falar desse povo vai exatamente CONTRA a proposta do artigo - e, pra ser sincero, nunca queria sequer tocar no nome deles por aqui! Mas, se não o fizesse, como iriam entender a mensagem?!? ~_~'
  • O artigo sobre Emulação que cito no post anterior ainda tá em produção. Podem ficar tranquilos que não abandonei a idéia - só tá mais difícil de terminar...
  • Por fim, PARECE que meu ânimo tá voltando depois da baixa biorrítmica. Mas ainda acho mais seguro não prometer nada...

3 comentários:

Dayrell disse...

Concordo em partes.
Não acho que seja errado criticar aquilo que não gosta, afinal, o Twitter é um canal de comunicação e a proposta atual (que não tem nada a ver com a inicial - "What’s happening?") é expressar a sua opinião sobre qualquer assunto. Mas é claro, existem limites.

O que eu não consigo entender é a mania que grande parte das pessoas tem de diminuir e ironizar o gosto pessoal das outras. Como se a opinião de uma fosse melhor que a da outra.
Se alguém não gosta de Restart, ótimo. Existem milhares, ou milhões de outras pessoas que adoram, amam, veneram... a ponto de se considerarem parte da mesma família.
Restart é uma modinha boba e passageira? Provavelmente é. Mas isso não desqualifica os fãs do grupo.
(é bom lembrar que modinhas passageiras sempre existiram e que as dos anos 80 e 90 eram ainda mais toscas que as atuais)

Acredito que esses que não sabem fazer outra coisa além de criticar gostos pessoais de outras pessoas, ainda não perceberam que o conteúdo da Internet é seletivo, cada um faz o seu. Em tese, escolhendo aquilo que lhe interessa.

Bixu Lezadu (original) disse...

É um bom ponto de vista, e como você bem disse, a principal questão é o limite!

E o problema é como você expôs no Twitter: não basta as pessoas não gostarem de algo; ficam aquelas "correntes" de "Se faz parte do X% que não gosta disso, dê RT". E o resultado disso é o que eu mostro na matéria!

E é para ESSAS pessoas que o artigo é voltado! Para ver se elas se conscientizam de que, fazendo TANTO alarde em cima do assunto, nada mais estão que PROMOVENDO o mesmo!


No mais, obrigado pelo comentário! ^^

bloglistica disse...

Gostei do texto!
Eu acho que tudo isso tá ficando até muito complexo!Mexe daqui e mexe de lá e a bosta fica mais fedida.É tudo uma questão de gosto e opinião,acho que não é nem questão de não aceitar o gosto das outras pessoas ou não respeitar,é porque cada um quer dar sua mordidinha na maçã,ou deixar uma marca na calçada,tá totalmente certo quando você diz que quanto mais você critica mais fama você dá..seria mais fácil ignorar não é?Bom,talvez,mas o problema das pessoas que criticam é que elas querem "acordar" os mafagafos que gostam dessa budega toda,tipo:ACORDA P***!ESSE CARA NÃO TEM TALENTO,É UMA FARSA!CORRE!FOGE DAÍ!!!só que cada um gosta daquilo que se identifica,pra mim pode não fazer sentido nenhum,mas pros outros faz,e assim vai.Experimenta fazer um tópico em uma comunidade do orkut com um assunto que todo mundo abomina e verá que logo o mesmo vai estar cheio de postagens,talvez sejam comentários idiotas,mas o tópico vai estar "bombando" e o dono estará contente,pois criou um tópico bem sucedido.
Moral:Seu ódio faz minha fama-Fato.

Posts Relacionados com Thumbnails